Sisemp é recebido pela Prefeitura de Palmas, que promete apresentar proposta

As ações de mobilização serão mantidas até a apresentação de uma proposta e um cronograma real de pagamento dos direitos pendentes.
20/02/2019 20/02/2019 11:15 417 visualizações

Representantes da Prefeitura Municipal de Palmas receberam, no início da noite da terça-feira, 20, parte da diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Palmas (Sisemp), para tratar das questões que levaram o Sindicato a decretar Estado de Greve, o atraso de mais de três anos do pagamento das progressões horizontais e verticais. Na reunião não foi apresentado nenhum dado oficial sobre os direitos pendentes e cronograma de pagamento, mas foi feito o compromisso de apresentação de uma proposta até o dia 11 de março, data da próxima Assembleia do Sindicato.

Participaram ainda da reunião, por parte da prefeitura, o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Humano, Thiago Marconi, a procuradora-geral do município, Fernanda Cristina Nogueira de Lima, e o secretário-executivo de Governo, Rodolfo Botelho, e pelo Sisemp, o presidente Heguel Albuquerque, o Tesoureiro, Arlan Alves e a Diretora de Comunicação, Aldecléia Santos.

“Quando fomos chamados para esta reunião, acreditávamos que nos seria apresentado o cronograma de pagamento da dívida relacionada aos Planos de Carreira. Porém, ainda não nos apresentaram estes números. Nossa preocupação maior agora é que à medida que os meses passam essa dívida pública aumenta. Houve o compromisso em apresentar uma proposta até o dia 11, nós esperamos que a Prefeitura cumpra, e até lá vamos continuar com o cronograma de mobilização aprovado em Assembleia”, disse o presidente do Sisemp, Heguel Albuquerque.

Na reunião os secretários se comprometeram em responder pontualmente e, especificamente, as demandas trazidas pela categoria. “O sindicato elaborou um ofício, que iremos responder tecnicamente, ponto a ponto. Na próxima reunião, iremos apresentar ao sindicato a resposta oficial da prefeitura para cada uma dessas demandas”, explicou César Guimarães.

Demandas

O estado de greve acontece em razão do não pagamento, por parte da Prefeitura Municipal de Palmas, das progressões horizontais, verticais, gratificações por titularidade e escolaridade, que acumulam mais de três anos, gerando perdas salariais e deterioração da qualidade de vida do servidor, dentre outros direitos pendentes.

Manifestação

Até a apresentação de uma proposta o Sisemp mantém a manifestação agendada para a quarta-feira, 27, às 14h, em frente à Prefeitura de Palmas. “Pedimos a todos o compromisso em estarmos juntos e de convocarem seus colegas para esses eventos importantes para o cumprimento de nossos direitos”, reforça Albuquerque.