Sisemp suspende Manifestação pela cobrança de direitos em razão da Prefeita de Palmas se comprometer a apresentar cronograma de pagamento

Cinthia Ribeiro se comprometeu a apresentar o cronograma de pagamento das progressões, dia 03 de abril.
20/03/2019 20/03/2019 12:03 374 visualizações

Após compromisso público feito pela Prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, em sessão da Câmara Municipal de Vereadores no dia 14 último, em apresentar um cronograma  do pagamento dos direitos atrasados no dia 03 de abril, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Palmas (Sisemp) suspendeu a manifestação que estava agendada para a quinta-feira, 21.

Os servidores municipais de Palmas estão em estado de greve desde fevereiro, em razão do não pagamento de direitos pendentes, dentre eles as progressões, atrasadas há mais de 03 anos. O estado de greve e a realização de manifestações em datas pontuais foram deliberados em Assembleia Geral.

Na última manifestação, no dia 14 de fevereiro, na Câmara de Vereadores, Cinthia Ribeiro se comprometeu a apresentar o cronograma de pagamento das progressões.  Em sua fala na plenária, Cinthia afirmou que entende que o Sindicato exerce seu direito democrático em cobrar “um passivo que os servidores têm por direito receber”, e se comprometeu a apresentar o cronograma de pagamento no dia 03 de abril.

Em razão do compromisso público da Prefeita, o Sisemp não realizará a manifestação  no dia 21 de março, como foi deliberada em assembleia, uma vez que esta seria para  cobrar diálogo e apresentação do cronograma, o que conforme Cinthia Ribeiro será atendido no dia 03 de abril.

“Desde o início, o que buscávamos era um compromisso real, com apresentação de dados e cronograma de pagamento, e só demos continuidade aos protestos porque isto não foi apresentado. Diante da afirmativa da Prefeita, o Sisemp suspende as ações temporariamente até o dia 03. Após esta data será realizada nova Assembleia para deliberação das próximas ações, mas acreditamos que temos um avanço, uma vez que a Prefeita Cinthia demonstrou que tem buscado uma solução real para as pendências apontadas”, afirma o presidente do Sisemp, Heguel Albuquerque.