Sisemp questiona fornecimento de EPI´s inadequados aos profissionais de Saúde

03/07/2020 03/07/2020 11:34 107 visualizações

O Sindicato dos Servidores Municipais de Palmas (Sisemp) enviou ofício à Secretaria Municipal da Saúde questionando o fornecimento de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) inadequados aos profissionais da Saúde do Município. Diversos servidores procuraram o sindicato, reclamando sobre a qualidade do equipamento.

“O Sindicato recebeu a reclamação por parte de servidores sobre a oferta de  máscara descartável, Neve tripla com tiras, os quais alegaram que o EPI não oferece a proteção necessária aos profissionais que laboram na linha de frente da pandemia em contato direto com pacientes”, informa a presidente em exercício do Sisemp, Laura dos Anjos

De acordo com os servidores, máscaras são fixadas à face por amarras sem elasticidade. Devido a isto alegam que quando conseguem uma boa vedação, esta não permanece por tempo desejável devido os movimentos que se faz ao gesticular, falar e atender os usuários do Sistema Único de Saúde, pois os movimentos provocam o afrouxamento das amarras impossibilitando a boa vedação e, consequentemente, a proteção contra o novo Coronavírus.

O Sisemp questiona à Secretaria quanto aos critérios utilizados para aquisição de Equipamentos de Proteção diversos utilizados pelos profissionais diante da pandemia, além de cópia de parecer técnico de liberação para uso e recomendações referentes à máscara supracitada e números de registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária, fabricante, Responsável Técnico, Número de Certificado de Aprovação pelo Ministério do Trabalho e Emprego da máscara informada, entre outras informações.